Editorial

Renúncia de Cunha não basta! Seu mandato precisa ser cassado

A FITMetal insiste que o mandato de Eduardo Cunha seja cassado o mais rápido possível. Caso contrário, outras manobras surgirão e ele conseguirá se manter como deputado federal.


POR Redação

Publicado em 08 de julho de 2016

Renúncia de Eduardo Cunha teve choro, mas foi mais uma manobra.

Foto de EBC

O deputado-réu, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) renunciou nesta quinta-feira (7) ao cargo de presidente da Câmara dos Deputados. Ele estava afastado desde maio por determinação do Supremo Tribunal Federal.

No entanto, o anúncio feito por Cunha, com lágrimas tão falsas quanto seu próprio caráter, é mais uma tentativa de “manobra” para salvar o seu mandato de deputado. Como as chances disso acontecer estão cada vez mais escassas, pois até antigos aliados e a mídia o abandonaram, foi feita essa tentativa de tirar o seu processo de cassação dos holofotes e bagunçar, mais uma vez, o cenário político da Câmara.

Este ato revela o desespero de Cunha, prova concreta de que o cerco está se fechando e de que ele sabe disso.

Com a renúncia, Cunha tenta emplacar um novo aliado para a presidência da Câmara. Em paralelo, acredita que pode fazer o seu processo sair da Comissão de Constituição e Justiça e retornar ao Conselho de Ética. Dessa forma, o processo não iria ao plenário neste momento.

Além disso, ao renunciar, o deputado-réu aumenta as suas chances de defesa no STF, onde sofre processo por denúncias da Lava Jato. Isso acontece porque ao sair da presidência da Câmara, o julgamento deixa de ser feito pelos onze ministros do STF e passa a ser realizado somente pela 2ª Turma da Corte, que tem apenas cinco ministros presididos por Gilmar Mendes.

Por conta de todos esses elementos, a FITMetal insiste que o mandato de Eduardo Cunha seja cassado o mais rápido possível. Caso contrário, outras manobras surgirão e ele conseguirá se manter como deputado federal, com foro privilegiado e comandando outros atentados – como foi o golpe – contra a nação.

Direção Executiva da Fitmetal
São Paulo, 8 de julho de 2016


Últimas Inclusões