Editorial

100 Anos de Luta: Fitmetal parabeniza o Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro

Em 1917, era fundado o primeiro sindicato operário metalúrgico criado no Brasil.


POR Fitmetal

Publicado em 29 de abril de 2017

Foto de Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro

Fundado em 1917, ano da Revolução Russa e da Greve Geral operária que paralisou o Brasil, o Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro completa no dia 1º de maio (Dia do Trabalhador) 100 anos de luta em defesa dos trabalhadores metalúrgicos.

A importância do sindicato para o Rio de Janeiro e para o Brasil fica evidente pela sua história. Em sua sede, na Rua Ana Néri - construída por meio da doação de um dia de trabalho dos trabalhadores e tombada pelo patrimônio histórico-, os metalúrgicos recepcionaram os presidentes Juscelino Kubitschek, João Goulart, Lula, além de diversos ministros e governadores. O cosmonauta soviético Yuri Gagarin visitou o sindicato durante passagem pelo Brasil.

No local aconteceu a assembleia dos marinheiros, conhecida como Revolta dos Marinheiros, às vésperas do golpe militar de 64. Durante a ditadura, o sindicato dos metalúrgicos desenvolveu importante resistência política e teve participação na campanha “Diretas Já” nos anos 80.

Nestes cem anos, o sindicato esteve em todas as lutas que trouxeram benefícios aos trabalhadores como a jornada de trabalho de oito horas diárias, as férias, a aposentadoria especial, o 13º salário, entre outros. Estas conquistas resultaram na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), hoje ameaçada pelo governo golpista de Michel Temer.

Infelizmente, como se a história repetisse o período de efervescência política no Brasil e no mundo que culminou na fundação do sindicato, a comemoração de seu centenário acontece em meio a uma grave crise do país que resultou na Greve Geral do último dia 28 de abril, sexta-feira.

Como sabemos, o Brasil atravessa um momento sombrio em que o governo golpista atua para atacar os direitos de seus cidadãos com a reforma trabalhista, previdenciária e com a ampliação da terceirização irrestrita. Junto a isso, o mundo atravessa um período de polarização ideológica que trouxe de volta posições fascistas que se imaginava enterradas.

Neste momento delicado que se atravessa, a sorte dos movimentos progressistas e dos trabalhadores é que para lutar contra qualquer tipo de retrocesso existem entidades organizadas dispostas a defender a sociedade como um todo. Neste cenário, o Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro tem posição destacada, pois a luta de seus trabalhadores e trabalhadoras não é de hoje, é uma luta que completa 100 anos. A Fitmetal, em nome de toda a sua diretoria, parabeniza o sindicato pelo seu aniversário!

Viva o Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro!

São Paulo, 29 de abril de 2017
Direção Executiva da Fitmetal