Editorial

FITMETAL apoia a campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”

A campanha mundial busca conscientizar a sociedade sobre os diferentes tipos de agressão contra as mulheres.


POR FITMETAL

Publicado em 08 de dezembro de 2017

Foto de Reprodução

Entre os dias 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e 10 de dezembro, data em que foi proclamada a Declaração Universal dos Direitos Humanos, acontece em todo o mundo a campanha “16 dias de Ativismo de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. No Brasil, o calendário é adaptado à realidade local, visto que as mulheres negras acumulam os piores indicadores sociais no país. Portanto, o calendário da campanha é iniciado por aqui no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, e vai até o dia 10 de dezembro.

Segundo dados da ONU, em todo o mundo uma a cada três mulheres enfrentará violência ao longo de suas vidas. Já em pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança, realizada pelo Datafolha com dados de 2016, é indicado que 503 mulheres brasileiras são vítimas de agressão física a cada hora. Entre as mulheres que sofreram violência, 52% se calaram e apenas 11% procuraram a delegacia da mulher. Em 61% dos casos relatados, o agressor é um conhecido das vítimas e em 19% eram companheiros atuais das vítimas.

Deve-se atentar para o fato que a violência contra a mulher não se restringe à agressões físicas e sexuais, ou somente seu ambiente familiar. A violência pode ser também moral, patrimonial e psicológica, acontecendo declarada ou silenciosamente nas relações do dia a dia e também em seu ambiente de trabalho.

Dessa maneira, a FITMETAL, assim como os seus sindicatos filiados, se junta a esta campanha para pedir o fim da violência contra as mulheres e meninas. Para isso, acredita que campanhas como esta são fundamentais para o alertar a sociedade e que se faz essencial a retomada de políticas públicas que enfrentem esta situação.


Últimas Inclusões