Notícias

Metalúrgicos do Rio de Janeiro debatem a retomada da indústria naval com prefeito de Niterói

A ideia é fazer uma frente ampla de prefeitos que possam dialogar com os deputados e pressionar o governo federal a destravar os investimentos no setor naval, de forma a retomar as obras e gerar empregos.


POR Redação

Publicado em 27 de março de 2017

Rodrigo Neves e Jesus Cardoso

Foto de Reprodução

Na semana passada, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Jesus Cardoso, esteve com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves. Entre outros assuntos, eles conversaram sobre a importância de reativar, o quanto antes, a indústria naval no estado do Rio.

O prefeito de Niterói se comprometeu em reunir os prefeitos do Rio de Janeiro e de Angra dos Reis para uma reunião conjunta que possa traçar ações que ajudem a retomar a indústria naval no estado.

A ideia é fazer uma frente ampla de prefeitos que possam dialogar com os deputados e pressionar o governo federal a destravar os investimentos no setor naval, de forma a retomar as obras e gerar empregos.

Também neste sentido, o presidente Jesus Cardoso esteve com a senadora Vanessa Grazziotin para pedir seu apoio na busca, em Brasília, desse debate para pressionar o governo federal a realizar investimentos e garantir o conteúdo nacional.

A quebra do setor naval atingiu duramente o estado do Rio, o estaleiro Eisa fechou as portas deixando milhares de trabalhadores sem emprego e sem as verbas rescisórias. Situação parecida acontece com os metalúrgicos do Rio Nave. O objetivo é fazer com que estes estaleiros, e outros, retomem o quanto antes das obras e possam novamente gerar empregos no nosso estado.

Audiência Pública na Alerj

A busca pela reativação do setor naval também precisa envolver os deputados estaduais e o governo do estado. Por isso, já está marcada a audiência pública para o dia 10 de abril, às 9h, (segunda-feira), na Alerj.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro

Jesus Cardoso e a senadora Vanessa Grazziotin

Foto de Reprodução