Notícias

Reunião da Fitmetal oficializa a posse da nova diretoria e filiação à CTB

Encontro também teve debates sobre a conjuntura econômica e política com Ricardo Abreu (PCdoB) e Rodolfo Viana (Dieese).


POR Murilo Tomaz - Fitmetal

Publicado em 01 de julho de 2017

Foto de Murilo Tomaz

A 1º Reunião da Direção Plena da Fitmetal começou neste sábado (1/7), em Guarulhos (SP). O encontro acontece um mês após o 2º Congresso da Federação, que elegeu a nova diretoria. Na abertura das atividades, foi realizado o ato de filiação da Fitmetal à CTB - Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil. O secretário-geral da central, Wagner Gomes, e o presidente da Fitmetal, Marcelino da Rocha, assinaram a filiação.

Em seguida, Rodolfo Viana, economista do Dieese, fez uma análise sobre a conjuntura econômica no Brasil. “Com as mudanças que o governo Temer já realizou e com as que tenta promover, o País não terá mais a obrigação de produzir aqui. Exemplo disso é o conteúdo local. Por isso, mesmo que o País volte a crescer, será um crescimento de qualidade ruim – um crescimento para alguns, não para todos. Empregos metalúrgicos, que agregam valor, não serão mais criados aqui, serão criados na China ou em outros países”, disse.

Ricardo Abreu, secretário nacional de Organização do PCdoB, tratou da importância da luta contra o governo golpista de Michel Temer (PMDB) para que o Brasil retome a construção de um projeto nacional de desenvolvimento.

“Houve um golpe no país, temos que ter convicção disso. O golpe anterior a este durou 21 anos. Esperamos que este dure menos, mas isso depende de muitos fatores, inclusive da gente. Não é fácil superar este golpe. Foi feita uma nova correlação de forças entre a direita, que tem uma agenda em torno dessas ‘antirreformas’ trabalhista e da Previdência, com privatizações e desnacionalização de empresas. Somente com a população nas ruas poderemos impedir novos retrocessos”, apontou.

No final do dia foi realizada a cerimônia de posse da nova direção, que cumprirá o mandato no período de 2017 a 2021. Neste domingo (2), serão debatidas as resoluções do último Congresso da Federação, que ocorreu em maio.

Ângela Martinez, Marcelino da Rocha e Wagner Gomes

Foto de Murilo Tomaz