Notícias

Carlos Barbosa: Sindicato entrega pauta de reivindicações à patronal

As indústrias metalúrgicas de Carlos Barbosa mantiveram seu crescimento mesmo em um contexto de crise nacional.


POR Redação

Publicado em 10 de agosto de 2017

Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa entregam a pauta ao Simecs

Foto de Divulgação

O Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa, filiado à Fitmetal, entregou ao sindicato patronal, Simecs, na tarde de quarta-feira, 9/8, a pauta de reivindicações da categoria para o dissídio deste ano. Uma das principais reivindicações é o reajuste de 7%. Além disso, a pauta conta com mais de 70 itens, entre eles 100% para horas extras a partir da primeira hora, piso inicial de R$ 1.665,00, auxílio creche para crianças até os 6 anos e triênio de 3% sobre o valor do salário base.

Sintonizada com a necessidade de se enfrentar as perdas impostas pela nova lei trabalhista, a pauta também reivindica que não sejam permitidas a redução no intervalo de almoço e jantar; a terceirização na atividade principal da empresa; a contratação na modalidade intermitente e o trabalho de grávidas ou lactantes em local insalubre.

A reunião, ocorrida na sede do Simecs, em Caxias do Sul, contou com as presenças do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Todson Andrade, do diretor Mauro Lodi e do assessor jurídico, Elton Sturn. Pelo Simecs, estiverem presentes o presidente Reomar Slaviero e o diretor-executivo, Odacir Conte.

Durante o encontro, Todson expôs o momento positivo das indústrias metalúrgicas de Carlos Barbosa, que mantiveram seu crescimento mesmo num contexto de crise nacional, e defendeu a categoria.

"As empresas locais vivem um excelente momento e os metalúrgicos e metalúrgicas de Carlos Barbosa são a base desse crescimento e são centrais no desenvolvimento da cidade. Ao mesmo tempo, viram seu poder de compra reduzido no último período devido a perdas diversas, entre entre elas a inflação, que está bem acima do índice anunciado pelo governo. Por isso, estamos lutando por um aumento real digno para a família metalúrgica".

Todson também chama atenção para a importância da participação da categoria: "Nestes tempos de ataques aos direitos, é fundamental manter os metalúrgicos cada vez mais unidos para fortalecer nossa luta, manter direitos e conquistar mais vitórias".

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa