Notícias

Entidades metalúrgicas anunciam atos unificados em 14 de setembro

As atividades, organizadas pela campanha “Brasil Metalúrgico”, farão parte do Dia Nacional de Luta, Protesto e Greve.


POR André Cintra

Publicado em 29 de agosto de 2017

Reunião do GT, na sede da FITMETAL, fortaleceu a unidade no movimento sindical metalúrgico

Foto de André Cintra

A campanha “Brasil Metalúrgico” definiu as principais atividades previstas para 14 de setembro – o Dia Nacional de Luta, Protesto e Greve. Em reunião nesta terça-feira (29/8), na sede da FITMETAL (Federação Interestadual de Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil), o Grupo de Trabalho (GT) da campanha “bateu o martelo” sobre a programação.

Além de assembleias e manifestações junto às bases da categoria metalúrgica, haverá atos unificados nos estados. Em São Paulo, o protesto vai ocorrer na Via Anchieta, na região metropolitana. Ações conjuntas serão marcadas também em estados como Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

De acordo com o GT, as atividades vão divulgar três bandeiras de lutas prioritárias: contra o fim dos direitos sociais e trabalhistas; em defesa das conquistas nas convenções coletivas; e contra o desmonte da Previdência Pública.

Para Marcelino da Rocha, presidente da FITMETAL, o próximo desafio é "agregar cada vez mais sindicalistas e entidades ligadas ao ramo industrial"

Já no dia 29 de setembro, a campanha promoverá a Plenária Nacional dos Trabalhadores da Indústria, em São Paulo, com a participação de metalúrgicos e de outras categorias ligadas ao setor produtivo.

“A reunião foi importante para consolidarmos a agenda de lutas e fortalecermos ainda mais a unidade no movimento sindical metalúrgico”, avaliou Marcelino da Rocha, presidente da FITMETAL. “Nosso próximo desafio é agregar cada vez mais sindicalistas e entidades ligadas ao ramo industrial. Consideramos que, no âmbito da categoria metalúrgica, nosso esforço coletivo e unitário já teve grande êxito.”

Além da FITMETAL e da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), participam da campanha “Brasil Metalúrgico” sindicatos, federações e confederações de trabalhadores da indústria, além das centrais sindicais CSB, CSP-Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical e UGT.