Notícias

Carlos Barbosa: Em reunião com Sindicato, patronal promete nova proposta de dissídio

Desde agosto, mês do dissídio da categoria, o Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa vem buscando um acordo por meio do diálogo para melhorar a proposta feita pelos empresários locais.


POR Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Publicado em 05 de dezembro de 2017

Foto de Reprodução

A direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa, filiado à FITMETAL, representada pelo presidente Todson Andrade e pelo diretor Mauro Lodi, se reuniu ontem, 4/12, com o representante patronal, Odacir Conti, diretor-executivo do Simecs, para discutir o dissídio deste ano. A representação dos empresários se comprometeu a apresentar nova proposta até a próxima quarta-feira, 6/12.

Desde agosto, mês do dissídio da categoria, o Sindicato dos Metalúrgicos vem buscando um acordo por meio do diálogo para melhorar a proposta feita pelos empresários locais. Depois de três reuniões, a patronal ofereceu apenas 2,5% sem pagamento retroativo à data-base, proposta considerada insuficiente pelo Sindicato e recebida com frustração pelos metalúrgicos. O Sindicato luta por aumento real, capaz de cobrir as perdas que a categoria teve com a inflação do último período e por cláusulas sociais que resguardem os metalúrgicos frente às mudanças resultantes da nova lei trabalhista.

No dia 18 de novembro, a categoria decidiu em assembleia, por ampla maioria, aprovar a proposta feita pela direção de buscar a negociação do acordo coletivo até o final de novembro e, caso não houvesse avanços, procurar a mediação da Justiça, por meio do Tribunal Regional do Trabalho. A proposta já havia sido apresentada e aprovada pelos trabalhadores em assembleia realizada na terça-feira, 14/11, em frente à unidade da Tramontina do Desvio Machado. O Sindicato aguarda a posição patronal nesta semana e, caso não haja avanços, vai encaminhar a decisão da categoria.

A reunião realizada ontem havia sido inicialmente marcada para a última sexta-feira, 01/12, mas foi remarcada a pedido da patronal por motivos de força maior.