Notícias

Metalúrgicos do Peru pedem eleições gerais e Assembleia Constituinte

Para a FNTMMSP, classe trabalhadora precisa ir às ruas exigir mudanças profundas na política do país


POR Redação FITMETAL

Publicado em 22 de março de 2018

"Que todos se vão", pede CGTP e FNTMMSP


A Federação Nacional de Trabalhadores Mineiros, Metalúrgicos e Siderúrgicos do Peru (FNTMMSP) se manifestou nesta quinta-feira (22) a respeito da crise política em seu país, cujo presidente Pedro Pablo Kuczynski, conhecido como PPK, renunciou ao cargo esta semana. A entidade sindical exige eleições gerais e uma Assembleia Constituinte como meios de superar o atual cenário de incerteza.

A renúncia ocorreu após 1 anos e 7 meses de governo, em meio a uma crise que atingiu em cheio ao presidente, acusado de corrupção e de compra de votos de congressistas. PPK deve ser substituído por seu vice, Martín Vizcarra.

A população do Peru levou ao segundo turno das eleições presidenciais de 2016 duas opções alinhadas ao conservadorismo – PPK disputou o cargo com Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, preso por corrupção. A maioria do Congresso Nacional segue o mesmo perfil.

Há semanas a entidade, assim como a central sindical CGTP, já vinha pedindo a renúncia de PPK e denunciando sua tentativa de compra de parlamentares. Para a FNTMMSP, é importante que a classe trabalhadora tenha consciência de que somente com eleições gerais e uma nova Constituição será possível superar a atual crise.

Fonte: FNTMMSP


Últimas Inclusões