Notícias

Dirigente da FITMETAL visita Sindicato dos Metalúrgicos de Uberlândia

Em agenda no Triângulo Mineiro, Wallace Paz se reuniu com a direção do sindicato


POR André Cintra

Publicado em 04 de abril de 2018

Reunião ajudou a fortalecer os vínculos entre as duas entidades


O secretário-geral da FITMETAL (Federação Interestadual de Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil), Wallace Paz, se reuniu nesta terça-feira (3/4) com a direção do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Uberlândia e Araguari (Stimmmeua). Segundo Wallace, a visita foi importante para fortalecer os vínculos entre as duas entidades.

“O Stimmmeua é um dos mais importantes sindicatos da base da FITMETAL. Com o bom trabalho da diretoria e o respaldo da categoria, eles têm se credenciado como uma referência de luta, sobretudo na região do Triângulo Mineiro”, afirmou o dirigente da FITMETAL.

Filiado à Federação e também à CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), o Stimmmeua está em plena campanha salarial. Em Uberlândia, a data-base da categoria é 1º de abril. Segundo o presidente da entidade, Eurípedes dos Reis e Silva, uma das prioridades dessa campanha é evitar a aplicação dos retrocessos da reforma trabalhista no Acordo Coletivo.

A reunião também tratou da participação do Stimmmeua na campanha Brasil Metalúrgico. Na última reunião do movimento, em março, federações e confederações metalúrgicas avançaram numa plataforma comum de lutas.

Com mais de mil sócios, sua taxa de sindicalização do Stimmmeua é uma das mais altas entre os sindicatos de metalúrgicos do País

Entre as medidas propostas, está o Contrato Coletivo Nacional dos Metalúrgicos e a manutenção da cobrança do imposto sindical, via campanhas salariais, assembleias ou medidas judiciais. “A FITMETAL e o Stimmmeua farão um seminário conjunto para discutir melhor os caminhos de enfrentamento à precarização do trabalho”, diz Wallace.

Sobre o Stimmmeua

Fundado em 1960 como Associação dos Trabalhadores Metalúrgicos de Uberlândia, o Stimmmeua recebeu a Carta Sindical dois anos depois, tornando-se o sindicato da categoria na cidade mineira. Desde 1994, a entidade também exerce a representação dos metalúrgicos de Araguari, que segue a data-base estadual (1º de outubro).

Com a crise dos últimos anos – marcada pela recessão econômica (2014-2016) e o golpe contra a presidenta Dilma (2016) –, diversas empresas da região fecharam as portas. Em virtude disso, a base da categoria está, hoje, em cerca de 5.500 trabalhadores.

Mas, graças ao trabalho junto à base e a campanhas de sindicalização, o Stimmmeua permanece próximo aos trabalhadores. Com 1.080 sócios, sua taxa de sindicalização, de cerca de 20%, é uma das mais altas entre os sindicatos de metalúrgicos do País.

Eurípedes dos Reis e Silva, presidente do Stimmmeua, durante o Congresso da CTB-MG, em julho passado

Foto de André Cintra