Notícias

Metalúrgicos de Betim (MG) obtêm grande vitória para os trabalhadores da Sae Towers


POR Redação Sindmetal-Betim

Publicado em 01 de agosto de 2019


Em assembleia realizada na última segunda-feira (29), os trabalhadores e as trabalhadoras da Sae Towers, em Betim (MG), aprovaram uma série de conquistas. Entre os avanços, está a renovação das mais de 90 cláusulas da convenção coletiva (incluindo reajuste salarial, abono e garantia de emprego), o turno de trabalho e a PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

As propostas foram elaboradas pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região, em parceria com a comissão de trabalhadores da empresa. Pelo Sindicato, participaram das negociações os diretores que trabalham na Sae Towers – Neilton Batista Santos, José Carlos Gomes de Carvalho e José Gonçalves Rodrigues –, além de Marcelino da Rocha, que também é presidente da Fitmetal (Federação Interestadual de Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil).

A data-base da categoria metalúrgica em Minas Gerais é 1º de outubro. Veja abaixo as principais propostas aprovadas:

1) A renovação do turno 6x2: “Nós, do Sindicato, defendemos que essa renovação é importante porque aumenta um turno na empresa. Agora, são três turnos trabalhando e um folgando – o que preserva empregos”, explica Neilton.

2) Um acordo similar ao da Fiat: o Sindicato apresentou como base para a negociação o acordo firmado na Fiat e nas fornecedoras. Os trabalhadores terão direitos como 60 dias de garantia de emprego ou salário e um abono salarial de R$ 375 (até 30 de outubro). Segundo o diretor José Carlos, com a manutenção das cláusulas do ACT (Acordo Coletivo de Trabalho), “a Sae Towers não poderá impor os retrocessos da reforma trabalhista, nem os da Medida Provisória 881/2019 – a ‘MP da escravidão’”.

3) Aprovação da PLR: o valor total da PLR 2019 será de R$ 5.125, sendo a primeira parcela de R$ 4.700. A segunda será condicionada a três indicadores: produção, qualidade e eficiência. Trabalhadores terceirizados da atividade-fim (Conape) farão parte do acordo. “A mobilização dos trabalhadores e das trabalhadoras da Sae Towers contribuiu muito para esse resultado vitorioso”, avalia José Gonçalves.

4) Desconto negocial: os trabalhadores também aprovaram um desconto de R$ 80 na PLR em favor do Sindicato. Em relação ao acordo coletivo, haverá dois descontos de 2% – um em outubro/2019 e outro em janeiro/2020). “É uma vitória – mais uma – do movimento sindical”, analisa Marcelino. “O governo, o Congresso e o Judiciário tentam cada vez mais acabar com a organização dos trabalhadores. Mas os metalúrgicos e as metalúrgicas da Sae Towers voltaram a reconhecer o papel e a relevância do Sindicato na luta.”


Últimas Inclusões