Vídeos

Câmara dos Deputados livrou Michel Temer de ser investigado no STF


POR Fitmetal

Publicado em 08/08/2017

A denúncia foi feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que acusou Temer de ter recebido “vantagem indevida” de R$ 500 mil por meio de seu ex-assessor, Rodrigo Rocha Loures.


A denúncia foi baseada na delação premiada de Joesley Batista, dono do grupo JBS. Com a votação, a Câmara não aprova que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue Temer. Marcelino da Rocha, presidente da Fitmetal, comenta a votação.