Editorial

Em defesa do Estado Democrático de Direito

Fitmetal vê com indignação a atuação da 24ª fase da Operação Lava Jato. É importante que todos os sindicatos filiados à Federação estejam prontos para defender a democracia em seus estados.


POR Redação

Publicado em 04 de março de 2016

Foto de Reprodução

A Federação Interestadual de Metalúrgicos e Metalúrgicos do Brasil (Fitmetal) vê com indignação a atuação da 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta sexta-feira (4) e marcada pela condução coercitiva do ex-presidente Lula à Polícia Federal – para o deleite da mídia golpista e dos setores que se opõem ao projeto democrático-popular iniciado em 2003.

Para a Fitmetal, é preciso que todo o movimento sindical classista tenha clareza daquilo que está em risco neste momento. Ao se sobrepor ao Estado Democrático de Direito, a Polícia Federal põe em xeque todas as instituições do país e as recentes conquistas obtidas desde o fim do regime militar.

É preciso impedir que Lula sofra com os mesmos processos de condenação política a que foram submetidos Getúlio Vargas e João Goulart, líderes que também enfrentaram a elite nacional ao defender os interesses da classe trabalhadora.

A ação dos setores golpistas é nítida, no sentido de colocar um freio ao processo de transformação social em curso. Mídia, partidos de direita e parte do Judiciário tentam reverter por meios escusos o resultado das urnas, mas encontrarão nas ruas uma reação que impedirá qualquer tipo de retrocesso.

É importante que todos os sindicatos filiados à Fitmetal estejam prontos para defender a democracia em seus estados, dispostos a sair às ruas e lutar pelo presente e pelo futuro do Brasil.

São Paulo, 4 de março de 2016.

Direção da Fitmetal


Últimas Inclusões