Editorial

FITMETAL cobra rigor e transparência na apuração da catástrofe de Brumadinho (MG)


POR Redação FITMETAL

Publicado em 26 de janeiro de 2019


A Federação Interestadual de Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (FITMETAL) vem a público para lamentar a tragédia ocorrida na última sexta-feira (25) em Brumadinho, cidade localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Neste momento de profunda dor, faz-se necessário maior transparência das autoridades e da empresa mineradora Vale, proprietária da Mina do Feijão, cuja barragem se rompeu, resultando até o presente momento na morte de 60 pessoas, além de quase 300 desaparecidos.

A FITMETAL compreende que a tragédia deve ser investigada como um verdadeiro crime, já que ela veio a ocorrer três anos após outro desastre semelhante, em Mariana, também no estado de Minas Gerais. Durante esse intervalo, houve tempo mais do que suficiente para que o governo e as empresas dor amo implementassem medidas mais drásticas para evitar esse tipo de catástrofe.

Ao longo dos últimos dias, deve-se destacar, além do heroico trabalho desempenhado pelos bombeiros e voluntários que estão na busca por sobreviventes, o fato de que há evidências o bastante para comprovar a negligência da mineradora Vale. O próprio Ministério Público do Trabalho afirmou, em nota, que as devidas normas de segurança no trabalho na atividade de mineração não foram cumpridas em Brumadinho.

Espera-se que esta nova tragédia seja apurada com o devido rigor, de modo que se possa evitar outras catástrofes e garantir que todos os trabalhadores envolvidos com o setor de mineração possam exercer suas atividades sem nenhum tipo de risco.

São Paulo, 26 de janeiro de 2019
Secretariado da FITMETAL


Últimas Inclusões