Notícias

Câmara propõe debate sobre a reindustrialização nacional

Seminário “Desafios para a Reindustrialização Nacional”, convocado pelo presidente da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), debate saídas para a crise brasileira.


POR Redação

Publicado em 06 de novembro de 2017

Foto de Agência Brasil

Como o Parlamento pode contribuir para a saída da atual crise brasileira? Para encontrar alternativas e caminhos para a questão, a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) realiza, na próxima terça-feira (7), o seminário “Desafios para a Reindustrialização Nacional”.

De autoria do presidente da comissão, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), o evento conta com a participação de especialistas que discutirão quais são os fatores que reduzem a participação da indústria no Produto Interno Bruto (PIB) e os desafios para uma nova política diante das mudanças da quarta Revolução Industrial.

Dados da Confederação Nacional da Indústria apontam que no ano de 2016, 70% das empresas já utilizam a tecnologia para melhorar a produção. Além de outras mudanças que programas e inovações trazem para a sociedade e que alteram a dinâmica de trabalhadores ativos e dos que ainda ingressarão no mercado. “Qual o futuro do trabalho no próximo período? Como se posicionam governos, parlamentares, estudiosos, trabalhadores, empresários, sociedade civil e cidadãos em geral? Qual o tipo de regulação possível? ”, indagou o deputado Orlando Silva. “São perguntas que faremos ao longo do seminário.”

Todos esses temas vão se dividir em duas mesas de discussão. A primeira tem a proposta de apresentar uma análise da política econômica nas últimas décadas nos setores de comércio, indústria e inovação, e conta com a participação do professor da Universidade Estadual de Campinas, Luis Gonzaga Beluzzo; do diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), Carlos Alexandre da Costa; do professor de direito econômico e economia da Universidade de São Paulo (USP), Gilberto Bercovici; e do Gerente-executivo de Política Econômica da Confederação Nacional da Indústria, Flávio Castelo Branco.

A segunda mesa discutirá a inovação da indústria, pontuando as características principais das transformações passadas, como outros países reagem a mudanças na indústria e quais são as prioridades e posicionamentos recomendados para o Brasil. Para isso, discutem os temas o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, Luiz Ferreira; o pesquisador no Departamento de Geografia da USP e especialista em Inovação, Ronaldo Carmona; José Cardoso, economista e supervisor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese); Carmem Feijó, professora da faculdade de Economia da Universidade Federal UFF e editora dos Cadernos do Desenvolvimento do Centro Celso Furtado; e Marina Mattar, coordenadora executiva da Comissão de Relações Governamentais da Associação Brasileira da Indústria Química.

Fonte: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados