Notícias

Carlos Barbosa: Sindicato faz assembleia da Campanha Salarial na Tramontina

O ato também serviu para convocar toda a categoria para assembleia geral no próximo sábado, 18, às 9h, na sede do Sindicato, quando serão debatidos os próximos passos para o dissídio deste ano. A participação de todos é fundamental.


POR Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Publicado em 14 de novembro de 2017

Foto de Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

O Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa, filiado à FITMETAL, realizou, na manhã desta terça-feira, 14/11, assembleia em frente à unidade da Tramontina no Desvio Machado, sobre a campanha salarial e sobre a importância do Sindicato na garantia de direitos da categoria em meio aos ataques que a classe trabalhadora brasileira vem sofrendo. O ato também serviu para convocar toda a categoria para assembleia geral no próximo sábado, 18, às 9h, na sede do Sindicato, quando serão debatidos os próximos passos para o dissídio deste ano. A participação de todos é fundamental.

No final da assembleia, os trabalhadores aprovaram a autorização para que o Sindicato busque uma mediação no Tribunal Regional do Trabalho caso as negociações não avancem até o final de novembro. Esta proposta será colocada também durante a assembleia de sábado, para ser apreciada por toda a categoria. Após mais de três meses de negociações e insistência do Sindicato, demonstrando os números e resultados da indústria local, a patronal limitou sua proposta a apenas 2,5% de reajuste. Além disso, nega-se a fazer o pagamento retroativo à data-base, que é no mês agosto.

Todson Andrade, presidente do Sindicato, destacou: "o Sindicato está aqui para defender os trabalhadores e seu direito a um reajuste digno e boas condições de trabalho. Se os patrões não nos valorizarem agora, que a produção local está indo bem, quando irão nos valorizar?”. Todson também disse que “os trabalhadores precisam levantar a cabeça, ter sua dignidade de volta, lutar e resistir. Não podemos mais fazer de conta que estas reformas não nos atingem. Medidas como as grávidas e lactantes poderem trabalhar em lugares insalubres e o banco de horas sem limites são alguns exemplos das perdas impostas”. Ele lembrou que o Sindicato está buscando, nesta campanha salarial, garantir anteparos contra algumas das novas regras trabalhistas.

O presidente também destacou que “o Sindicato não é contra a empresa, muito menos contra os chefes. Nossa luta é por valorização de quem produz a riqueza: os trabalhadores”.

O diretor Nilson Zuleger falou sobre a importância da mobilização dos metalúrgicos na luta para garantir um reajuste à altura da dedicação com que desempenham seu trabalho, o que tem resultado em crescimento da indústria metalúrgica local. Conforme previsão da própria Tramontina, a projeção de crescimento para 2017 foi de 12%. Além disso, Zuleger falou sobre a lei do auxílio-paternidade de 20 dias, lei que passou a vigorar em janeiro de 2017. Como houve demora para a Tramontina adotar a lei, o Sindicato cobrou e acompanhou a implementação na empresa a pedido dos metalúrgicos e, agora, a regra já está implementada.

O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul, Adão Dias, também esteve presente e destacou a importância da unidade dos trabalhadores especialmente na atual conjuntura, marcada por perdas como as que foram impostas pela reforma trabalhista e pela proposta de reforma da Previdência.

Marcelino Rocha, presidente da FITMETAL, deu um panorama nacional da luta contra as reformas e citou alguns exemplos de participação de resultados na Ford da Bahia e na Fiat em Betim. Em ambas as empresas, a divisão do PLR é igual para todos, o que faz com que no caso da Ford fique em torno de 21 mil por ano e na Fiat, 6 mil. Na Tramontina, é proporcional ao salário. O Sindicato calcula que, na média, fica em torno de 2 mil reais quando 100% das metas são atingidos. Marcelino também ressaltou que somente a unidade dos trabalhadores pode superar essa agenda de retrocessos que o governo está implementando.

Foto de Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Últimas Inclusões