Notícias

Carlos Barbosa: Devolução do imposto sindical será feita entre 18 e 22/12

A devolução dessa parcela do imposto não significa abrir mão de sua importância para a existência do Sindicato. Trata-se de uma tradição no campo metalúrgico, reafirmada pela direção da entidade como medida de estímulo para a associação dos trabalhadores.


POR Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Publicado em 15 de dezembro de 2017

Foto de Reprodução

O Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa comunica que, entre os dias 18 e 22 de dezembro, fará a devolução de 60% do imposto sindical recolhido no dia 31 de março de 2017 aos associados que desejarem sua restituição. Para isso, é preciso que o metalúrgico seja associado desde antes de 10/01/2016, esteja em dia com sua mensalidade e com a contribuição confederativa e compareça no Sindicato em horário comercial.

O imposto deixou de ser compulsório. Por isso, o Sindicato aproveita esta oportunidade para reforçar o convite para que todos os trabalhadores se associem e, assim, ajudem a categoria a obter cada vez mais conquistas e direitos para os metalúrgicos e metalúrgicas de Carlos Barbosa. O imposto sindical sempre foi uma ferramenta essencial para a manutenção da luta e estrutura sindical e para o financiamento de programas sociais do governo. Com a reforma trabalhista, que veio para acabar com direitos e enfraquecer a representação sindical e a luta da classe trabalhadora, é necessário que os trabalhadores discutam seriamente a manutenção das suas entidades de classe. Os patrões e a grande mídia fizeram os trabalhadores acreditarem que era necessário o fim da contribuição sindical. Porém, eles, os patrões, seguirão com seu sindicato forte (o patronal). Quem ganha com o enfraquecimento do sindicato dos trabalhadores?

“Não podemos deixar que acabem com a nossa segurança e o instrumento de nossas lutas que é o Sindicato. O trabalhador não pode ficar sozinho e ter de negociar individualmente com o patrão,” declarou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa, Todson Andrade.

Portanto, a devolução dessa parcela do imposto não significa abrir mão de sua importância para a existência do Sindicato. Trata-se de uma tradição no campo metalúrgico, reafirmada pela direção da entidade como medida de estímulo para a associação dos trabalhadores.


Últimas Inclusões